12 de julho de 2024
Notícias

Governo alinha ações para prevenção e controle às queimadas e incêndios florestais no Piauí

A Secretaria de Defesa Civil irá emitir nos próximos dias, uma nota técnica orientando as defesas civis municipais a procederem durante o período seco.

O diretor de Prevenção e Mitigação da Secretaria de Estado da Defesa Civil do Piauí (Sedec), Werton Costa, se reuniu na manhã desta segunda-feira (08), com representantes das Secretarias de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh); do Planejamento (Seplan); Corpo de Bombeiros e Ibama. Na pauta, foram discutidas ações colaborativas entre os órgãos para a prevenção e controle às queimadas e incêndios florestais no Piauí.


Governo alinha ações para prevenção e controle às queimadas e incêndios florestais no Piauí. FOTO: Governo do Estado.


Para Werton Costa, a reunião é muito importante e caracteriza um alinhamento intersetorial entre as secretarias.

“A gente sabe, por exemplo, que essas ocorrências costumam provocar grandes danos ao meio ambiente, ao patrimônio e prejuízos para a sociedade piauiense. Então, se de certa forma, o poder público estiver organizado e com um devido planejamento se antecipar à ocorrência desses fenômenos, as nossas ações de combate, e de resposta serão efetivas e vão naturalmente coibir tantas ações criminosas, no que diz respeito a incêndios florestais, quanto proteger a nossa biosfera, ecossistemas e proteger também a economia, sobretudo, da agricultura familiar”, ressalta Werton.

O chefe de Núcleos de Estudos Estratégicos do Corpo de Bombeiros, tenente-coronel de Rivelino Moura, conta que o encontro é de grande valia para os órgãos envolvidos em situações de resposta e desastres para o planejamento das ações coletivas.

“Estaremos fazendo o planejamento, já que começa agora, no segundo semestre, o combate a incêndio em todos os municípios do Estado. O Corpo de Bombeiros, juntamente com a Defesa Civil, e a Semarh, são os órgãos de pronto emprego e resposta para esses eventos”, ressalta o tenente-coronel.

A Secretaria de Defesa Civil irá emitir nos próximos dias, uma nota técnica baseada em dados da Secretaria Nacional de Defesa Civil e do Ministério da Saúde, orientando todas as defesas civis municipais a procederem nessa fase de período seco, envolvendo principalmente a questão da umidade relativa do ar e o risco de inflamabilidade e incêndio. Além disso, também estão previstas a capacitação específica em riscos do período seco, utilizando a Classificação Brasileira de Desastre (COBRAD), para inserir na plataforma S2ID, que é a plataforma de gestão de risco de desastres.

A Sedec busca sensibilizar os gestores municipais para reportar essas ocorrências, visto que é uma meta estabelecida dentro da Sedec o combate à subnotificação.

“A notificação de dados como esses são extremamente relevantes para definir as políticas públicas de prevenção, mas, principalmente, para prospectar e buscar os recursos de reparação, que são essenciais para recuperar a economia e o dano provocado por um desastre de grande monta que é um incêndio”, explica o diretor Werton Costa.

0 Comentários

Dê sua opinião: